Como o Hip Hop influenciou e influencia a moda até hoje

Desde os anos 80, o hip hop veio aumentando a sua popularidade em proporções estratosféricas, nas quais até hoje em dia podemos notar a sua dimensão. Uma das áreas onde o hip hop obteve grande influência foi no mundo da moda. A moda já foi acessível somente para a elite da população, a burguesia, onde designers e marcas de alta qualidade eram endeusadas. Enquanto alguns estilistas ainda mantêm esse “posicionamento”, o mundo fashion está sendo influenciado por aqueles que estão fora desse padrão elitista, muito pelo contrário, são os artistas que começaram suas carreiras (sem duplo sentido) nas ruas, os Rappers e seus produtores.

Sneakers: a origem de um dos ícones do hip hop

Na década de 80, a Adidas virou sinônimo do hip hop graças ao grupo Run DMC. Onde a comunidade abraçou a ideia da parceria  que resultou em um tênis icônico que virou item indispensável. Essa collab nasceu logo após o grupo lançar o single My Adidas. Essa foi a primeira parceria entre uma grande empresa e o hip hop. Esse acordo custou para a Adidas na época 1 milhão de dólares.

Depois dessa fagulha que a marca das Três Listas acendeu, a influência do hip hop só aumentou e cada vez mais as grandes marcas queriam estar inseridas nesse cenário. Sem contar com as marcas que os próprios artistas criam, servindo até como selo para suas collabs.

Sneakers e o ícone do basquete

Também nos anos 80, (o lendário) Michael Jordan e a Nike se uniram para criar um calçado de basquete, o Air Jordan. Mal sabiam que se tornariam o acessório mais procurado na época. O valor de 100 doletas (na época), não impediu os jovens de fazerem filas por dias antes do lançamento para garantir o seu par. E até hoje a Nike ainda vende o Air Jordan aos montes lançando inclusive versões retrô do sneaker que até hoje são muito cobiçados e ícones de uma cultura hype.

O pioneiro na moda Hip Hop

Russell Simmons, produtor de hip hop, entendeu que a comunidade começava a usar roupar de designers americanos clássicos como Tommy Hilfiger e Ralph Lauren. A procura nessas grifes eram por roupas com tamanhos muito grandes, pois era lei o rapper ter uma silhueta “baggy”. Com isso Simmons criou a marca Phat Farm, a primeira marca de roupas de Hip Hop. Esse ato revolucionou a moda, e de fato, alguns seguiram seus passos e fizeram o mesmo como os rappers Nelly e 50 cent.

O hip hop ganhava proporções nos anos 90

Em meados da década de 90, o hip hop tornou-se uma das faces da cultura pop, assim como o rock´n´roll. O hip hop passou a ser conhecido em todo o mundo. Originando-se nas ruas dos Estados Unidos, estava difundido nas ruas de Paris e até mesmo de Tóquio. Como todas as tendências, a moda hip hop começou nas ruas. Os designers vieram acompanhando esse cenário e começaram a adicionar um dose de cultura urbana nas suas coleções, a exemplo da coleção Chanel de 1991, na qual Karl Lagerfeld abusou das jóias de ouro em seus modelos

Os efeitos do hip hop na moda em dias atuais

A$AP ROCKY

Proporcionalmente ao hip hop, as contas bancárias dos artistas cresciam, fazendo com que ousassem cada vez mais na moda implementando Gucci e Louis Vuitton como peças de seus guarda-roupas. Intitulado de “Ghetto Fabulous”, o termo é usado para descrever todo esse glamour que permeiam a cena atual do hip hop.

Embora nem todos tenham acesso à certas grifes, o estilo certamente é replicado hoje em dia. A exemplo das camisas que hoje têm uma responsabilidade maior com o design, costura, para que possa muita das vezes ser conjunto com a bermuda. Ou até mesmo as bocas das calças que anos atrás eram largas e nos dias de hoje são usadas mais ajustadas, talvez até para que sobressaia a beleza do Sneaker, e… ah, enfim. Neste cenário em que o hip hop que cada vez mais dita as tendências do padrão mundial, prósperas e influentes são as empresas que têm como base essa realidade urbana.

Os comentários estão desativados